# Notícias Gerais

4 de Agosto de 2022 às 09:04

Palmeiras mostra força e arranca empate com o Atlético na Libertadores; Veja os melhores momentos

Jogando no Mineirão, Verdão e Galo ficam no 2 a 2

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Fábio Lisboa Foto: Cesar Greco/Palmeiras vídeo: CONMEBOL Libertadores 

O Palmeiras mostrou força e arrancou um empate heroico de 2 a 2 com o Palmeiras em um jogo muito movimentado, disputado na noite desta quarta-feira 3/08 no estádio do Mineirão, válido pela ida das quartas de final da Copa Libertadores. A definição do classificado para as semifinais da competição será na próxima semana, quando as equipes voltam a se enfrentar no Allianz Parque, em São Paulo.

????? Tudo igual no Mineirão! O @Atletico abriu dois gols no placar, mas o @Palmeiras reagiu e arrancou empate por 2-2 no primeiro duelo das quartas de final da CONMEBOL #Libertadorespic.twitter.com/5m55RyOA8v

— CONMEBOL Libertadores (@LibertadoresBR) August 4, 2022

Quem avançar entre o Galo e o Verdão terá pela frente o vencedor do confronto envolvendo o Athletico-PR e o Estudiantes (Argentina), que começa a ser disputado na próxima quinta-feira (4) na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo

O Atlético-MG começou melhor na partida, forçando a marcação no campo do Palmeiras de forma a tentar roubar a bola e criar chances de marcar. Com esta postura, o Galo não demorou a criar oportunidades. Logo aos dois minutos, Zaracho acertou uma bicicleta para defesa do goleiro Weverton.

Cinco minutos depois foi a vez de Hulk finalizar, com uma bomba que acabou indo por cima do gol. Já o Verdão chegou pela primeira vez com perigo aos 10 minutos, em cobrança de falta de Gustavo Scarpa que parou em defesa de Everson.

Porém, o domínio era mesmo do Galo, que empilhou oportunidades com Zaracho (aos 12), Keno (aos 14, aos 16 e aos 25), Hulk (aos 17) e Ademir (com chute na trave aos 31). Apesar do domínio da equipe de Cuca, o Palmeiras chegou a dar um susto nos mineiros, ao colocar a bola no fundo da rede aos 39 minutos com Piquerez. Mas o lance foi anulado pelo juiz com auxílio do VAR (árbitro de vídeo) por causa de posição irregular de Scarpa.

Aos 43 minutos Jair recebeu na área, tentou girar em cima da marcação de Marcos Rocha e acabou sendo derrubado. O árbitro assinalou pênalti, que foi cobrado por Hulk com perfeição. Com este gol o camisa 7 se tornou o maior artilheiro do Atlético-MG na história da competição continental com o total de 12 tentos.

??? Hulk chegou a 1??2?? gols na história da CONMEBOL #Libertadorespic.twitter.com/AzsvTIF6NY

— CONMEBOL Libertadores (@LibertadoresBR) August 4, 2022

No retorno do intervalo, o Galo mostrou eficiência, pois no primeiro minuto Keno avançou pela ponta esquerda e cruzou rasteiro para o meio da área. O zagueiro Murilo se enrolou e acabou fazendo contra. Porém, o Palmeiras não estava morto, e conseguiu descontar aos 13 minutos. Scarpa acertou o travessão em linda cobrança de falta e Murilo aproveitou o rebote para escorar e marcar, se redimindo da falha anterior.

? Murilo! Depois de marcar um gol contra, zagueiro diminiu para o Palmeiras. pic.twitter.com/DTPYlQZ0jL

— CONMEBOL Libertadores (@LibertadoresBR) August 4, 2022

Com o gol o Verdão se animou e lutou até o final. E o esforço foi premiado aos 46 minutos, quando Scarpa cobrou escanteio na área, Dudu desviou de peixinho e Danilo apenas escorou para o fundo do gol para arrancar um empate muito importante.

Próximos compromissos

Depois da partida decisiva pela Libertadores, o Palmeiras volta a defender a sua liderança do Brasileiro, em jogo contra o Goiás no domingo (7). No mesmo dia o Atlético-MG recebe o Athletico-PR no Mineirão.

 

4 de Agosto de 2022 às 08:54

Câmara aprova proposta que acaba com saídas temporárias de presos

Deputados alteraram projeto que teve origem no Senado. Texto passará por nova votação dos senadores

 

Fonte: Agência Câmara de Notícias Reportagem – Carol Siqueira Edição – Pierre Triboli

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (3) proposta que extingue saídas temporárias de presos dos estabelecimentos prisionais. Aprovado em Plenário por 311 votos favoráveis e 98 contrários, o projeto segue para o Senado, que vai analisar as alterações dos deputados.

O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Capitão Derrite (PL-SP), ao Projeto de Lei 6579/13, do Senado. Derrite alterou a proposta inicial, que limita as saídas, para abolir completamente esse benefício.

A lei atual permite a saída temporária dos condenados no regime semiaberto para visita à família durante feriados, frequência a cursos e participação em atividades. Todas essas regras são revogadas pelo texto aprovado pelos deputados.

Derrite afirma que a extinção da saída temporária é necessária, já que grande parte dos condenados cometem novos crimes enquanto desfrutam do benefício. “A saída temporária não traz qualquer produto ou ganho efetivo à sociedade, além prejudicar o combate ao crime”, avaliou.

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA) também defendeu o fim da saída temporária. “Temos que acabar realmente com ‘saidinha’ de bandidos, que voltam à sociedade para cometer crimes sem nenhuma vigilância. Eles não estão preparados para o retorno à sociedade”, disse.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) ressaltou que a saída temporária é privilégio de condenados que já estão em regime semiaberto, por isso criticou o fim do benefício. “A saída temporária é uma prova de que a pessoa já está própria ao convívio com a sociedade, não estamos falando de criminosos em regime fechado, mas pessoas que estão próximas do final da pena”, declarou.

Progressão de regime
Derrite avalia que a saída temporária é um benefício adicional concedido ao preso, que já tem acesso à progressão para o regime semiaberto ou aberto se estiver apto à ressocialização.

“Se já existe a previsão legal de cumprimento de pena e progressão de regime de forma proporcional, a saída temporária causa a todos um sentimento de impunidade”, disse.

Dados da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo, segundo o relator, apontam que 1.628 presos não retornaram às prisões após a saída temporária do final do ano de 2021.

Exame e tornozeleira

O texto aprovado também obriga a realização de exame criminológico como requisito para a progressão de regime e para a autorização de regime semiaberto.

O exame deverá comprovar que o detento irá se ajustar ao novo regime com autodisciplina, baixa periculosidade e senso de responsabilidade.

A proposta também amplia regras para o uso de monitoramento eletrônico dos condenados autorizados a sair do regime fechado.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

 

4 de Agosto de 2022 às 14:03

Carreta perde controle bate em outro caminhão, toma e espalha soja, interditando BR262

O acidente ocorreu próximo a Campos Altos

 

Por volta das 14h00m do dia 03/08, quarta-feira, uma carreta carregada com soja processada seguia sentido interior a capital e perdeu o controle em uma curva no km 587,3 da BR 262 no município de Campos Altos, invadindo a faixa contrária colidindo lateralmente em outra carreta vazia que seguia no sentido oposto, e tombou na pista espalhando a carga e interditando totalmente ambas as faixas.

Os condutores sofreram lesões leves e permaneceram no local.

A pista foi liberada totalmente por volta das 19h00m.

Equipes da Triunfo prestaram o apoio.

3 de Agosto de 2022 às 16:56

Confira as vagas cadastradas no Sine Uberlândia nesta quarta-feira 03/08

Av. São Francisco de Assis, nº 1070, bairro Lagoinha Telefone: (34) 3226-6389

 

CÓDIGO:  6255114
100 VAGAS – Trabalhador de Avicultura de Corte
SALÁRIO: 1.212,00
Não exige experiência
Ensino Fundamental Incompleto

CÓDIGO: 6376114
10 VAGAS – Pedreiro
SALÁRIO: 1.854,45
06 meses de experiência comprovada
Ensino Fundamental Incompleto

CÓDIGO: 6376174
01 VAGA– Empregada Doméstica
SALÁRIO: 1.700,00
06 meses de experiência comprovada
Ensino Fundamental Incompleto

CÓDIGO: 6376231
01 VAGA – Gerente de Restaurante
SALÁRIO: 3.963,44
06 meses de experiência comprovada
Ensino Superior em Administração

CÓDIGO: 6376395
01 VAGA – Subgerente de Restaurante
SALÁRIO: 2.700,00
06 meses de experiência comprovada
Ensino Superior em Administração

CÓDIGO: 6375864
03 VAGAS – Auxiliar de Linha de Produção
SALÁRIO: 1.400,00
06 meses de experiência
Ensino Fundamental Incompleto

CÓDIGO: 6375828
01 VAGA – Auxiliar Administrativo Financeiro
SALÁRIO: 1.400,00
06 meses de experiência
Ensino Médio Completo

CÓDIGO: 6375810
05 VAGAS – Motorista de Caminhão – CNH-D
SALÁRIO: 1.750,62
06 meses de experiência
Ensino Fundamental Completo

CÓDIGO: 6375495
01 VAGA – Auxiliar de Limpeza
SALÁRIO: 1.212,00
06 meses de experiência
Ensino Fundamental Incompleto

CÓDIGO: 6375767
01 VAGA – Atendente Balconista
SALÁRIO: 1.212,00
06 meses de experiência
Ensino Fundamental Completo

CÓDIGO: 6318833
05 VAGAS – Motorista de Caminhão – CNH-D
SALÁRIO: 2.400,00
06 meses de experiência comprovada
Ensino Fundamental Completo

CÓDIGO: 6374412
01 VAGA – Supervisor de Logística
SALÁRIO: 3.700,00
06 meses de experiência comprovada
Ensino Superior em Logística ou Tecnólogo

CÓDIGO: 6374242
02 VAGAS – Promotor de Vendas
SALÁRIO: 1.212,00
06 meses de experiência
Ensino Médio Completo

Sistema Nacional de Emprego – Sine
Av. São Francisco de Assis, nº 1070, bairro Lagoinha
Telefone: (34) 3226-6389
Funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 17h
www.empregabrasil.mte.gov.br

 

3 de Agosto de 2022 às 16:54

Vagas de empregos em Araxá (MG) - 03/08/2022

O Sine Araxá fica na Rua Dr. Franklin de Castro, nº 178, Centro - Telefones 3691-7046 e 3691-7049.

 

O interessado deve comparecer com Carteira de Trabalho, Identidade e CPF para se candidatar.

O Sine Araxá fica na Rua Dr. Franklin de Castro, nº 178, Centro - Telefones 3691-7046 e 3691-7049.

10 vagas - Ajudante de carga e descarga (Noturno) [Cód. 6347217] - exige ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar), disponibilidade para viagens e disponibilidade de horários - SALÁRIO R$ 1.445,00.

2 vagas - Ajudante de cozinha [Cód. 6330773] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (19:00 às 07:00) - SALÁRIO R$ 1.396,74.

1 vaga - Ajudante de cozinha [Cód. 6364127] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho - SALÁRIO R$ 1.396,.00

12 vagas - Ajudante de obras de terraplenagem [Cód. 6368413] - sem experiência - SALÁRIO R$ 1.290,17.

3 vagas - Armador [Cód. 6368283] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho - SALÁRIO R$ 2.035,00.

1 vaga - Assistente de contadoria fiscal [Cód. 6344098] - exige graduação em Ciências Contábeis (cursando no mínimo o 5º período) - SALÁRIO R$ 1.400,00.

15 vagas exclusivas para pessoas com deficiência (Apresentar Laudo Médico) - Auxiliar administrativo [Cód. 6353935] - exige ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.543,22.

1 vaga - Auxiliar de contabilidade [Cód. 6339785] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e curso Técnico em Contabilidade (apresentar Certificado).

8 vagas - Auxiliar de cozinha [Cód. 6355543] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade de horários.

1 vaga - Auxiliar de cozinha [Cód. 6283964] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal.

2 vagas - Auxiliar de cozinha [Cód. 6313285] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e CNH "B" - SALÁRIO R$ 1.396,00.

2 vagas - Auxiliar de cozinha [Cód. 6358458] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 - SALÁRIO R$ 1.396,73.

1 vaga - Auxiliar de estoque [Cód. 6310448] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "AB" e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Auxiliar de lavanderia [Cód. 6353664] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "B" - SALÁRIO R$ 1.800,00.

1 vaga - Auxiliar de limpeza [Cód. 6283954] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal.

10 vagas - Auxiliar de linha de produção (Serviço pesado, incluindo carga e descarga) [Cód. 6358556] - sem experiência.

20 vagas exclusivas para pessoas com deficiência (Apresentar Laudo Médico) - Auxiliar de linha de produção [Cód. 6353927] - sem experiência - SALÁRIO R$ 1.543,22.

1 vaga exclusiva para pessoas com deficiência (Apresentar Laudo Médico) - Auxiliar de manutenção predial [Cód. 6304163] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 900,00 (meio período).

1 vaga - Auxiliar de manutenção predial [Cód. 6216875] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.655,29.

1 vaga - Auxiliar de marceneiro [Cód. 6322008] - exige ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.212,00.

2 vagas - Auxiliar de marceneiro [Cód. 6348838] - exige disponibilidade para viagens.

2 vagas - Auxiliar de mecânico de autos [Cód. 6372689] - sem experiência.

1 vaga - Auxiliar de pessoal [Cód. 6339813] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e curso Técnico em Recursos Humanos (completo ou cursando).

4 vagas - Barman [Cód. 6355597] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade de horários.

1 vaga - Borracheiro [Cód. 6358492] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 2.000,00.

2 vagas - Borracheiro [Cód. 6286207] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 2.456,00.

1 vaga - Camareira de hotel [Cód. 6362885] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 5 x 1 - SALÁRIO R$ 1.396,73.

3 vagas - Carpinteiro [Cód. 6276653] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho - SALÁRIO R$ 2.035,00.

1 vaga - Chapa (Movimentador de mercadoria) [Cód. 6340578] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho - SALÁRIO R$ 1.650,00.

1 vaga - Copeiro de hospital [Cód. 6370252] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (7 às 19) - SALÁRIO R$ 1.212,00.

1 vaga - Cozinheiro de restaurante de indústria [Cód. 6330828] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 6 x 1 - SALÁRIO R$ 1.707,69.

1 vaga - Cozinheiro do serviço doméstico [Cód. 6370097] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar).

1 vaga - Cozinheiro geral [Cód. 6338078] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (06:30 às 18:30) - SALÁRIO R$ 1.598,00.

1 vaga - Cuidador de idosos [Cód. 6337920] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 1.200,00.

2 vagas temporárias (90 dias) - Eletricista de instalações [Cód. 6358095] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B" e curso NR 10 - SALÁRIO R$ 1.542,24.

1 vaga - Eletricista de instalações de veículos automotores (Ônibus) [Cód. 6286054] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 2.500,00.

1 vaga - Eletricista de instalações de veículos automotores (Ônibus) [Cód. 6364220] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 2.000,00.

1 vaga - Empregada doméstica [Cód. 6338072] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.433,00.

1 vaga para meio período - Empregada doméstica/Babá [Cód. 6363678] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 750,00.

1 vaga temporária (90 dias) - Encarregado eletricista de instalações [Cód. 6358104] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B" e curso NR 10 - SALÁRIO R$ 2.131,05.

1 vaga - Estoquista [Cód. 6372861] - exige ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "A" ou "B" - SALÁRIO R$ 1.500,00.

6 vagas - Garçom [Cód. 6355638] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade de horários.

1 vaga - Garçom [Cód. 6362950] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 5 x 1 - SALÁRIO R$ 1.396,73.

6 vagas - Instalador-reparador de redes telefônicas e de comunicação de dados [Cód. 6269045] - exige ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B", carro próprio e disponibilidade de horários - SALÁRIO R$ 1.212,00 + Premiação.

1 vaga - Marceneiro [Cód. 6348852] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "AB" e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Marceneiro [Cód. 6322049] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "A" ou "B" e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Marceneiro [Cód. 6373214] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, e ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 2.000,00.

1 vaga - Mecânico de manutenção de máquinas, em geral [Cód. 6349400] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, curso Técnico em Mecânica (apresentar Certificado) e CNH "B" - SALÁRIO R$ 2.400,00.

2 vagas - Mecânico de manutenção de ônibus [Cód. 6338544] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 2.456,00.

10 vagas - Mecânico de máquinas pesadas [Cód. 6308594] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "B" e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 4 x 4 (7 às 19 e 19 às 7) - SALÁRIO R$ 2.800,00.

2 vagas - Montador de móveis [Cód. 6344344] - exige CNH "B" - SALÁRIO R$ 1.200,00.

1 vaga - Motofretista [Cód. 6096631] - exige CNH "A" e moto própria.

1 vaga - Motorista carreteiro [Cód. 6363311] - exige CNH "E" e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Motorista de automóveis [Cód. 6253756] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "B" - SALÁRIO R$ 1.810,71.

15 vagas - Motorista de caminhão [Cód. 6234596] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e CNH "D" - SALÁRIO R$ 2.060,00.

2 vagas - Motorista de caminhão [Cód. 6330916] - exige ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "D" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.800,00.

1 vaga - Motorista de caminhão-guincho pesado com munk [Cód. 6357212] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "D" - SALÁRIO R$ 1.800,00.

18 vagas - Motorista de ônibus urbano [Cód. 5773660] - exige CNH "D" e disponibilidade de horários - SALÁRIO R$ 1.825,00.

2 vagas - Motorista entregador [Cód. 6351345] - exige ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "D" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.745,00.

3 vagas - Motorista entregador [Cód. 6353882] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "D" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.800,00.

2 vagas - Motorista entregador [Cód. 6349144] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e CNH "AD" - SALÁRIO R$ 2.100,00.

1 vaga - Office-boy [Cód. 6343414] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "AB".

1 vaga temporária (60 dias) - Oficial de manutenção predial [Cód. 6183517] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar).

1 vaga - Oficial de serviços gerais [Cód. 6366251] - exige ensino médio (completo ou cursando) - SALÁRIO R$ 1.400,00.

2 vagas - Oficial de serviços gerais (Serviço pesado, na área rural) [Cód. 6370673] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.500,00.

1 vaga - Oficial de serviços gerais (Serviço pesado) [Cód. 6328616] - exige CNH "B", veículo próprio (carro ou moto, apenas para locomoção até a sede da empresa, onde será disponibilizado o transporte para o local de trabalho) e disponibilidade para viagens. Obra a 33 km de Araxá - SALÁRIO R$ 1.600,00.

3 vagas - Oficial de serviços gerais (Serviço pesado em madeireira) [Cód. 6328488] - exige disponibilidade para viagens.

10 vagas - Oficial de serviços gerais/Servente [Cód. 6288765] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (diurno) - SALÁRIO R$ 1.352,49.

2 vagas - Operador de caixa [Cód. 6372015] - sem experiência.

2 vagas - Operador de guindaste [Cód. 6149335] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "D" e disponibilidade para viagens.

10 vagas - Operador de máquinas de construção civil e mineração [Cód. 6308567] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "D" e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 4 x 4 (7 às 19 e 19 às 7) - SALÁRIO R$ 1.900,00.

1 vaga - Operador de máquinas de construção civil e mineração [Cód. 6373460] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "D" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 2.500,00.

1 vaga - Operador de pá carregadeira [Cód. 6312826] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "B" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 2.016,00.

1 vaga - Operador de retro-escavadeira [Cód. 6328499] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 2.500,00.

4 vagas - Operador de sala de controle – na mineração [Cód. 6346833] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), disponibilidade para viagens e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 4 x 4 (7 às 19 e 19 às 7).

1 vaga - Operador de trator de lâmina [Cód. 6287992] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "B" e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.810,00.

6 vagas - Pedreiro [Cód. 6347070] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO PARA NÍVEL I R$ 1.934,67 E PARA NÍVEL II R$ 2 167,13.

3 vagas - Pedreiro [Cód. 6195147] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.630,00.

1 vaga - Pedreiro [Cód. 6361391] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 1.911,27.

1 vaga - Porteiro [Cód. 6366465] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (6 às 18) - SALÁRIO R$ 1.650,00.

1 vaga exclusiva para pessoas com deficiência (Apresentar Laudo Médico) - Porteiro [Cód. 6204001] - exige disponibilidade para trabalhar em escala de turno 12 x 36 (diurno) - SALÁRIO R$ 1.467,45.

1 vaga - Promotor de vendas [Cód. 6348971] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, CNH "A", moto própria e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Recepcionista [Cód. 6357631] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.212,00.

1 vaga - Recepcionista de hotel [Cód. 6362942] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 5 x 1 - SALÁRIO R$ 1.396,73.

1 vaga - Salgadeira [Cód. 6372257] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal.

6 vagas - Servente de obras [Cód. 6347081] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho e ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) - SALÁRIO R$ 1.468,53.

20 vagas - Servente de obras [Cód. 6226269] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.500,00.

3 vagas - Servente de pedreiro [Cód. 6361401] - sem experiência - SALÁRIO R$ 1.390,00.

1 vaga - Soldador [Cód. 6301057] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho - SALÁRIO R$ 2.200,00.

1 vaga - Subgerente de loja [Cód. 6355569] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade de horários.

1 vaga - Supervisor de atendimento (Caixa) [Cód. 6347104] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), disponibilidade para viagens e disponibilidade de horários.

3 vagas - Técnico de operação [Cód. 6346895] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, curso Técnico em Mineração, Química ou áreas afins (apresentar Certificado), disponibilidade para viagens e disponibilidade para trabalhar em escala de turno 4 x 4 (7 às 19 e 19 às 7).

1 vaga - Técnico em Segurança do Trabalho [Cód. 6357675] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, curso Técnico em Segurança do Trabalho (apresentar Certificado) e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 2.200,00.

1 vaga - Técnico em Segurança do Trabalho [Cód. 6340491] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, curso Técnico em Segurança do Trabalho (apresentar Certificado) e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.500,00.

4 vagas - Trabalhador no cultivo de mudas [Cód. 6372768] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal - SALÁRIO R$ 1.793,90.

1 vaga - Tratorista agrícola [Cód. 6116277] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar) e CNH "B" - SALÁRIO R$ 1.800,00.

1 vaga - Vaqueiro [Cód. 6357931] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal e disponibilidade para morar na fazenda.

1 vaga - Vaqueiro [Cód. 6334873] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho.

1 vaga - Vendedor interno (Veículos) [Cód. 6310477] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B" e disponibilidade para viagens.

2 vagas - Vendedor interno [Cód. 6349270] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar) e disponibilidade de horários - SALÁRIO R$ 1.300,00 + Comissão.

2 vagas - Vendedor interno [Cód. 6357777] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal.

5 vagas - Vendedor interno [Cód. 6340142] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino fundamental completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B" e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Vendedor pracista [Cód. 6313396] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "AB", veículo próprio (carro ou moto) e disponibilidade para viagens.

2 vagas - Vendedor pracista [Cód. 6349041] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, veículo próprio (carro ou moto), CNH condizente com o veículo e disponibilidade para viagens.

1 vaga - Vendedor pracista [Cód. 6349427] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B", carro próprio e disponibilidade para viagens - SALÁRIO R$ 1.427,00 + Comissão.

1 vaga - Vendedor pracista [Cód. 6328220] - exige seis meses de experiência em carteira de trabalho ou informal, ensino médio completo (apresentar Histórico Escolar), CNH "B" e carro próprio - SALÁRIO R$ 1.800,00.

3 de Agosto de 2022 às 17:32

Auxílio Gás será de R$ 110 em agosto, informa Caixa

Benefício será pago entre os dias 9 e 22

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Aline Leal foto:  Marcello Casal jr/Agência Brasil

Cerca de 5,6 milhões de famílias receberão R$ 110 de Auxílio Gás em agosto, anunciou terça-feira 2/08 a Caixa Econômica Federal. Até dezembro, o benefício terá o valor dobrado por causa da emenda constitucional que elevou benefícios sociais.

O pagamento ocorrerá de 9 a 22 de agosto, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS). As datas são as mesmas datas das parcelas do Auxílio Brasil, que teve o calendário de pagamento deste mês antecipado.

Tradicionalmente, os dois benefícios são pagos nos últimos dez dias úteis do mês, sendo que o Auxílio Gás é bimestral, pago a cada dois meses. Originalmente, a parcela de agosto seria paga entre os dias 18 e 31, mas foi antecipada.

Com a emenda constitucional que elevou benefícios sociais, o Auxílio Gás teve o valor dobrado, equivalendo a 100% do valor médio do botijão de 13 quilos nas parcelas de agosto, outubro e dezembro. Em 2023, o benefício voltará a valer metade do preço médio do botijão.

Cálculo

Para calcular o benefício, a Caixa Econômica Federal baseia-se nas pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que até o décimo dia útil de cada mês divulga o preço médio dos seis meses anteriores do botijão de 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP). Dessa forma, a cada dois meses, o benefício muda de valor.

O Auxílio Gás totalizou R$ 52 em janeiro, R$ 51 em abril e R$ 53 em junho, quando equivalia a 50% do preço médio do botijão. Tradicionalmente, o benefício é pago a cada dois meses, mas a parcela de fevereiro foi antecipada para janeiro.

Duração

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,6 milhões de famílias, até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos a cada dois meses (100% de agosto a dezembro). Para este ano, o Auxílio Gás tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões com a emenda constitucional.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Caixa Tem

O Auxílio Gás é pago com os mesmos cartões e as mesmas senhas do Auxílio Brasil, podendo ser sacado em lotéricas, terminais de autoatendimento e correspondentes bancários Caixa Aqui. O benefício também pode ser depositado nas contas poupança digitais, criadas para o pagamento do Auxílio Emergencial em 2020, e movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem.

O beneficiário precisa ficar atento. Caso não saque o Auxílio Gás em 120 dias após a data do pagamento, o dinheiro volta para a conta do governo. Quem tiver dúvidas sobre a situação do benefício pode fazer uma consulta nos aplicativos Caixa Tem e Auxílio Brasil ou ligar para a central de atendimento da Caixa, no número 111. Caso tenha dúvidas sobre o cadastro ou sobre o pagamento, o cidadão pode ligar para o Ministério da Cidadania, no telefone 121.

3 de Agosto de 2022 às 16:47

Benefício para caminhoneiros começa a ser pago em 9 de agosto

Portaria foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Denise Griesinger foto:(Thomaz Silva/Agência Brasil)

A partir da próxima terça-feira 9/08 começam a ser pagos os benefícios emergenciais concedidos a caminhoneiros. A portaria interministerial que regulamenta a medida voltada a “transportadores autônomos de carga” foi publicada em edição especial do Diário Oficial da União na noite desta terça-feira (2).

O prazo para pagamento do benefício vai até 31 de dezembro de 2022, e será pago em seis parcelas mensais no valor de R$ 1 mil, “observado o limite global de recursos de R$ 5,4 bilhões”, conforme informa o Ministério do Trabalho e Previdência (MTP), que é o órgão gestor do benefício.

O auxílio tem por objetivo ajudar os transportadores autônomos de carga a enfrentar o estado de emergência que decorre da alta do preço de combustíveis e derivados.

Segundo o MTP, têm direito a receber o Benefício Caminhoneiro-TAC os transportadores de carga autônomos com CPF válido e cadastrado no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTR-C) até 31 de maio de 2022, na situação de Ativo”, entre outras exigências.

No dia 9 de agosto serão pagas a primeira e a segunda parcelas, referentes aos meses de julho e agosto. “Para os próximos lotes de pagamento, o Ministério de Infraestrutura, por meio da ANTT, encaminhará mensalmente ao MTP a relação dos transportadores autônomos de cargas que estiverem na situação ativo no RNTR-C”, acrescenta o ministério.

O terceiro lote deverá estar disponível em 24 de setembro; e as demais parcelas, nos dias 22 de outubro, 26 de novembro e 17 de dezembro.

Aqueles que estiverem com situação cadastral pendente ou suspensa podem regularizar o registro na ANTT para se habilitarem.

O Ministério do Trabalho ressalta que o benefício não é cumulativo com o Benefício Taxista e será pago apenas um por CPF, independentemente se o beneficiário tiver mais de um veículo cadastrado.

“Será designada uma instituição bancária federal registrada para efetivar o pagamento que será feito em conta digital. Os valores não movimentados no prazo de 90 dias, contados da data de depósito, retornarão para a União”, acrescenta.

 

3 de Agosto de 2022 às 16:44

Forças Armadas inspecionam código-fonte de urna eletrônica no TSE

Partidos políticos também podem verificar os códigos

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Kleber Sampaio foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Técnicos das Forças Armadas foram hoje 3/08 ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, para inspecionar os códigos-fonte da urna eletrônica e dos sistemas eletrônicos de votação, informou a assessoria da Corte. 

Pelo cronograma de trabalho, pela manhã foram feitas reuniões explicativas com técnicos da Justiça Eleitoral, e, hoje à tarde, os códigos-fonte começam a ser inspecionados numa sala instalada pelo TSE em sua sede especificamente para este fim.

Código-fonte é um conjunto de comandos e instruções, escritos em linguagem para computadores, que integram um programa capaz de acionar o funcionamento de equipamentos eletrônicos. 

A inspeção dos códigos-fonte das eleições por integrantes das Forças Armadas ocorre após o ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, ter enviado na segunda-feira (1º) um ofício ao TSE pedindo acesso “urgentíssimo” aos dados.

Em resposta, o TSE informou que o acesso a todos os códigos-fonte utilizados nas Eleições 2022 estão disponíveis desde outubro do ano passado para as entidades fiscalizadoras do processo eleitoral, incluindo as Forças Armadas.

A inspeção já foi realizada, por exemplo, pela Controladoria-Geral da União (CGU), Ministério Público Federal (MPF) e Senado. A Polícia Federal (PF) marcou para realizar o procedimento entre os dias 22 e 28 deste mês.

Partidos políticos

Todos os partidos políticos também podem inspecionar os códigos. Até o momento, se interessaram pelo procedimento as siglas PV, PL e PTB, embora somente esta última tenha de fato conduzido uma inspeção,  informou o TSE.

Desde as eleições municipais de 2020, o TSE vem ampliando o rol de entidades que podem ter acesso livre aos códigos-fonte do sistema eletrônico de votação, desenvolvidos por programadores da própria Justiça Eleitoral.

Além de órgãos oficiais, a lista inclui, entre outros, entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e os departamentos de tecnologia de instituições acadêmicas. A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) realizou a inspeção em março.

Além disso, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Polícia Federal participam de um projeto-piloto que permite acesso remoto aos códigos.

 

3 de Agosto de 2022 às 16:41

Câmara aprova MP do teletrabalho; texto segue para o Senado

Matéria precisa ser votada até domingo, para não perder validade

 

Fonte: Agência Brasil Edição: Denise Griesinger foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou hoje 3/08 o texto da Medida Provisória (MP) 1108/22 que regulamenta o teletrabalho e altera regras do auxílio-alimentação.

O texto foi aprovado por 248 votos a favor e 159 contrários. A MP segue agora para o Senado e precisa ser votada até o domingo (7), quando perde a validade.

Entre outros pontos, a MP considera o teletrabalho ou trabalho remoto aquele que é prestado fora das dependências do empregador de maneira preponderante ou não, com tecnologias de informação e comunicação e que não se configure trabalho externo.

O texto apresentado pelo relator, deputado Paulinho da Força (Solidariedade-SP), prevê que o regime de teletrabalho se dará por jornada, produção ou tarefa. Contudo, a proposta excluiu a previsão de aplicação da jornada diária de trabalho de até oito horas, do pagamento de horas-extras, pagamento de valor adicional por trabalho noturno, conforme consta na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Os empregados em regime de teletrabalho ficam submetidos às disposições previstas na legislação local e nas convenções e acordos coletivos de trabalho na base territorial onde o empregador contratou o trabalhador. Aprendizes e estagiários também poderão fazer teletrabalho.

A MP diz ainda que o uso de ferramentas, como e-mails, fora do horário de trabalho não será considerado como sobreaviso e que os empregadores terão que dar prioridade para o regime remoto aos empregados com filhos até quatro anos.

Negociação

Além disso, A MP diz que a negociação da jornada de trabalho ocorrerá individualmente, entre o trabalhador e o empregador. “Acordo individual poderá dispor sobre os horários e meios de comunicação entre o empregador e o empregado, desde que assegurados os repousos legais”, diz o texto.

O relator chegou a defender que as regras do trabalho remoto fossem definidas em negociação coletiva entre sindicatos e empresas, mas acatou a previsão de contrato individual, defendida pelo governo no texto original da MP original.

“Eu imagino que quem entende melhor de cada uma das categorias são os trabalhadores e os empresários do setor, e a negociação coletiva poderia resolver”, afirmou Paulinho. “Estamos fazendo uma lei que daqui um tempo teremos que corrigir”, disse.

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), reconheceu o trabalho do relator para chegar a um parecer consensual. “O governo é pelo texto original, mas reconhece o esforço que foi feito”, disse Barros.

Deputados da oposição criticaram o texto, argumentando que a medida representa um retrocesso para os direitos dos trabalhadores, por não considerar o que prevê a CLT.

“Vai ser uma superexploração, uma máxima precarização do trabalho e vai ser um regime muito próximo à escravidão, criticou o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA). “Isso é andar para trás. É voltar aos primórdios do capitalismo onde não havia jornada de trabalho, férias, não havia nada. Foi preciso que os trabalhadores se unissem no mundo inteiro para conquistar esses direitos”, acrescentou.

O deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) defendeu a negociação individual entre o trabalhador e o empregador para definir o teletrabalho. “Deixa o contratante e o contratado resolverem a pendência da forma que acharem melhor”, disse.

Vale-refeição

O texto da MP diz ainda que o auxílio-alimentação será destinado exclusivamente ao pagamento de refeição em restaurantes ou de gêneros alimentícios comprados no comércio.

A MP também proíbe que as empresas recebam descontos na contratação de empresas fornecedoras de tíquetes de alimentação.